Leonardo

Menino perdido, largado no chão,

Desde cedo bandido, pediu nascer não

É bala da Polícia

É bala do Ladrão

Menino perdido, brinca de botão,

Roda, capoeira, pé no chão,

Cabeça no mundo da lua,

Como o pai que nunca viu e tá na prisão,

Menino, moleque, cansado de guerra,

Deita no colo dela

Viajar pelo mundão,

perdeu-se no meio da favela

Queria sair, partir, fugir, por que não?

Menino tinhoso, medo tem não, viver ele quer

Amar ele quer

Bala da Polícia, Bala do ladrão

É tudo igual, diferença tem não

Que pena…

Menino, quer voar, tirar os pés do chão

Vento bateu forte, as ondas da praia num vai e vão…

Menino pergunta pro pai… Posso voar?

Pai fecha os olhos, pensa muito não, diz, vai…

Menino foi…  olhos azuis da cor do mar,

Perdido, não tá mais não,

onda vai e vem,

Dança de salão…

Não tem mais bala de polícia,

não tem mais bala de ladrão…