Atividade/Avaliação 3º EM

veja0903carta0903

[SP - 1]  ESTADO/INTERNACIONAL/PÁGINAS ... 06/03/13

A partir das aulas dessa semana, análise das capas de revistas (lembrando dos conceitos que por si só elas apresentam) e da leitura dos dois textos publicados no jornal O Estado de S. Paulo, produzir um comentário sobre Hugo Chávez, relacionando-o ao contexto da América Latina do século XXI

PRAZO: 13.3.13

Clique nas imagens para ampliá-las para uma melhor leitura!!!!!!

25 comentários em “Atividade/Avaliação 3º EM”

  1. *Não posso esperar a explicação de amanhã, pois fico toda a terça-feira no ensaio.

    A mercê dos veículos de publicação, a figura do caudilho , líder político e militar Hugo Chavéz sofre o que chamamos de “construção da informação”. Com a análise das capas de revistas ambas brasileiras, visualizamos vertentes políticas distintas.
    A revista Veja, sendo porta-voz da classe social burguesa aponta Chavéz como um símbolo sombrio responsável por uma herança obscura, contrapondo-se assim da Carta Capital, órgão de publicação alternativo cujas cores oferece ao ditador um semblante de líder popular. Dito isso, é evidente o quanto a indústria da informação é capaz de manipular o saber social , a partir de interesses particulares molda aos acontecimentos da atualidade. Atua como mercado dominador informativo, afinal, a Veja fala nada mais que o vocabulário da classe dominadora do mundo atual, a burguesia , reunindo mais que 326 mil assinaturas.

  2. A primeira coisa a ser observada nessas duas capas de revistas diferentes foi as cores que são totalmente contraditórias uma das outras.
    Na capa da revista ”carta capital” as cores são claras, que retratam energias boas, ou seja que essa revista não tem nada contra Hugo Chavez e quando mencionou sua morte na capa colocou ”A morte de um líder”, mostrando até então que gostava dele.
    Já na revista ”veja” as cores são totalmente escuras na qual mostra a metade de sua face nítida aonde Hugo está com cara de mal, descrevendo sua morte como ”Chavez a herança sombria”. Então deixa bem claro que não gosta da classe que está dominando ou seja ela não gosta do Hugo Chavez e não vai escrever bem sobre ele pois ela o julga.

  3. Enquanto a “CartaCapital” marca sua capa com a foto de Chavez com cores quentes, ou seja um sinal positivo,uma boa pessoa, a sua concorrente “Veja” já o marca com cores frias, levando ao entender que era um lider muito cruel, na qual só queria o mal das pessoas. Enquanto uma escreve em seu tema “A Herença Sombria” já da para entender que essa revista (“Veja”) era totalmente contra as ideias de Hugo e não gostava dele no poder, diferente da “CartaCapital” na qual para eles, Hugo foi um ótimo lider ajudando a Venezuela a crescer, apesar de ter saido do “povo”. Essas revistas tem suas ideias completamente opostas fazendo assim um grande debate, basta o leitor saber qual está falando a verdade.

  4. Hugo Chavez foi uma pessoa muito importante para a América Latina pois, mudou a história da Venezuela.
    Mesmo com o seu falecimento, não deixou de ser uma figura polêmica.
    As revistas ‘’Veja’’ e ‘’Carta Capital’’ mostram ele de maneiras diferentes.
    A Revista ‘’Carta Capital’’ expõe Hugo Chavez como um líder, utiliza na capa cores claras, iluminadas e alegres, mostrando que ele fez mudanças e o crescimento do país em seu governo.
    Em contrapartida a revista ‘’ Veja’’ exibe-o como um tirano, uma pessoa sombria como se pode entender pela capa. Utiliza cores escuras. O que se explica com base na sua direçao contrária política, não dando abertura ao capitalismo e sim ao comunismo.

  5. Hoje, não temos dúvida de que Hugo Chávez foi um homem reconhecido por suas ações. É interessante perceber como a opinião sobre ele se divide facilmente. Muitos o consideram um grande ditador, tirano, que talvez nunca tenha pensado realmente no seu povo. A capa da revista Veja traz esse aspecto sombrio e, até, maligno de Chávez, com cores escuras e uma manchete negativa. Por outro lado, muitos outros consideravam-no um grande líder de seu país, como é imposto pela revista Carta Capital. É possível até comparar as cores usadas na foto com as da candidatura de Barak Obama, presidente norte-americano, outro grande ícone político, representante à frente de sua nação. Talvez seja esse o ângulo que os muitos seguidores venezuelanos tenham de Chávez, seu verdadeiro guia diante de tantas dificuldades.

  6. As duas capas da revista “veja” e “carta capital” , mostra dois pensamentos diferentes sobre a teoria de Chávez. Podendo analisar em primeiro lugar, as cores das capas onde na da revista “carta capital” as cores são mais vivas, onde o tema faz refletir a morte de um líder , oque quer dizer que eles defendem o poder de Chávez e considera ele um líder do governo, e se responsabilizou no crescimento do país.
    Porém, na capa da revista “Veja” as cores são mais apagadas, e mostra um cenário de infelicidade, e a revista mostra a morte dele falando da herança sombria e sim impondo que ele faz tudo ao contrario da política e abre caminhos ao comunismo.

  7. As capas das duas revistas tratam sobre o mesmo assunto: Hugo Chávez que morreu recentemente depois de 14 anos no poder.Analisando tais capas, podemos perceber que há diferentes opiniões. Na capa “Carta Capital”, Hugo Chávez é tratado como um líder, mostrando certo respeito, e sua foto é editada com cores quentes e vivas, diferente da capa da revista “Veja” que tem tal manchete : A Herança Sombria, que já trás uma ideia totalmente negativa sobre o que ele fez, e a imagem posta tem tons escuros e metade do rosto de Chávez não aparece. É tão sombria quanto a manchete.

  8. A capa da revista Carta Capital mostra Hugo Chavez aparentemente sendo uma pessoa boa, com cores alegres e até mesmo pelo titulo da matéria “A morte de um líder” faz ter a ideia de que a Venezuela perdeu um herói. Já a capa da revista Veja mostra Chavez com uma cara sombria, tanto é que o titulo da capa é: “Chavez a herança sombria”, ou seja dando a ideia de que Chavez é um vilão. Isso tudo mostra como os meios de comunicação podem mostrar o mesmo assunto de visões diferentes dependendo do perfil de cada meio de comunicação.

  9. Duas capas totalmente diferentes e com pontos de vistas diferentes sobre a mesma pessoa. Na revista Carta Capital a própria manchete já expressa muita coisa “A morte de um líder”, essa frase expressa uma especie de lamento pela morte de Chávez, até mesmo nas cores apresentadas na imagem, cores claras que dão uma boa impressão.
    Já na revista veja, mostra a foto de Hugo mais sombria, ele com uma expressão aparentemente fechada, alem do titulo que diz “Herança sombria”, essa palavra “sombria”, não é usada para alguém que esta sendo elogiado e sim criticado.
    Duas capas, dois significados diferentes, duas revistas que mostram o retrato de diferentes grupos sociais.

  10. A revista Veja,mostra uma capa obscura do Chavéz,onde ela apresenta seus argumentos falando da escuridão de Chavéz,onde em sua matéria não constam o verdadeira história,e sim seu ponto de vista,que é falar mal de quem quer que seja,mesmo não sendo verdade.Na carta capital mostra uma capa com cores e a palavra líder,onde ela averigou todas as informações possiveís e publicou.Que diferencia as duas são seu público e a maneira que conta o mesmo fato.

  11. A capa da revista Veja mostra uma imagem obscura de Chavéz, e o contexto do matéria,também mostra só pontos ruins sobre o Chavéz,a escuridão de seu governo.A Veja faz isso poos ela fala mal de qualquer pessoa,não querendo saber se é verdade ou não.O que é.diferente da Carta capital,que pesquisou fontes para publicar,mostrando uma capa mais interessante.Outro ponto que diferencia, as duas são seu público e como trabalham sobre o mesmo fato

  12. A revista Veja mostra Hugo Chavez como um ser mal, que nunca praticou nada de bem, querem mostrar que ele era um péssimo presidente, e como título da matéria colocam como uma “Herança Sombria”, deixando a ideia de que tal líder era um vilão, fazendo a utilização de cores escuras para deixa-lo com uma péssima impressão. Porém a capa da revista Carta Capital já o menciona como um Líder, o próprio título da matéria unidos com as cores alegres da capa já o mostram diferente, deixam a ideia de que a Venezuela perdeu um herói nacional, um líder ímpar para o país. Com isso da para se perceber como dois meios iguais de comunicação e jornalísticos, mostram pelas suas visões e de maneiras totalmente diferentes as suas idéias as vezes um tanto quanto “erradas”. Podendo assim modificar o pensamento de seu público.

  13. As revistas “Carta Capital” e a “Veja” mostram idéias contrárias uma da outra. Pois a revista “Carta Capital” mostra que Hugo Chavez é uma pessoa boa na qual, mostra na capa da revista aonde dizem logo de cara ” A morte de um líder”, e também aonde aparenta cores suaves na capa que não tem nada a vê com um vilão e sim um líder para eles. Já na revista “Veja” eles endossam a classe dominante, que logo de cara você vê uma imagem escura , com uma foto com cara de vilão e ainda escrito bem na capa da matéria da revista assim ” herança sombria” , que mostra que eles não estão nem ai se Hugo Chavez morreu. E como sempre só para deixar claro a classe dominante sempre será a que domina. Bom e esse caudilho ” Hugo Chavez” acabou tendo várias faces , tanto como de um vilão , como de um heroí .

  14. Na revista Carta Capital mostra a figura de Hugo Chavez como ele éra uma pessoa boa que o povo confiava, um bom lider com uma imagen dele com pintada com as cores da bandeira informando que ele éra um patriota. Ja contrapondo essa ideia a revista Veja mosta Hugo Chavez com um homem mau, que não só fez coisa ruins suando na imagen mais sombria sem muita cor e utilzando a frase “A heraça Sombria” , destacando mais ainda a figura de uma pessoa malvada.

  15. As diferenças existentes entre as capas são bem visíveis, a revista Veja mostra Hugo Chávez como uma pessoa ruim, uma pessoa que só trouxe pontos negativos para seu país, olhando a capa isso já fica evidente, cores escuras e o titulo “Herança Sombria” deixa claro o ponto de vista apresentado pela revista. Já a revista Capital apresenta um ponto de vista diferente, na capa colocaram cores coloridas e no titulo “A morte de um líder”, onde trata o presidente venezuelano como um excelente líder, um homem que soube o que fez enquanto esteve no poder. Com duas capas totalmente diferentes podemos notar que os meios de comunicação nem sempre trazem a verdade sobre determinada pessoa, demonstram seu ponto de vista ou então não mostram a realidade, para poderem fazer com que seus leitores mudem sua opinião sobre o assunto.

  16. Com base na perspectiva das capas, pode se analisar com facilidade os diferentes pontos de vista que ambas tem sobre uma mesma pessoa, Hugo Chávez ! Como primeira impressão já se nota as cores em que foram usadas para criação dessas revistas, uma com cores alegres e chamativas o que é obviamente a revista em que qualifica o “trabalho” de Chávez em anos governo e a outra com cores obscuras que trazem a impressão de “algo ruim” é a revista em que centraliza seu texto em defeitos e argumentos imorais a esses mesmos anos de governo ! O curioso é a critica oposta que se tem de uma mesma pessoa, algo discutível em que meios públicos (revistas, jornais e etc) influenciam as pessoas pelas próprias opiniões, ou seja, Hugo Chávez é só um exemplo de uma pessoa que virou vários personagens na mídia !!!

  17. Duas capas totalmente diferentes e com pontos de vistas diferentes sobre a mesma pessoa. Na revista Carta Capital a própria manchete já expressa muita coisa “A morte de um líder”, essa frase expressa uma especie de lamento pela morte de Chávez, até mesmo nas cores apresentadas na imagem, cores claras que dão uma boa impressão.
    Já na revista veja, mostra a foto de Hugo mais sombria, ele com uma expressão aparentemente fechada, alem do titulo que diz “Herança sombria”, essa palavra “sombria”, não é usada para alguém que esta sendo elogiado e sim criticado.
    Duas capas, dois significados diferentes, duas revistas que mostram o retrato de diferentes grupos sociais.

  18. O que se pode perceber é que são duas capas tratando do mesmo assunto,mas de formas totalmente diferentes.A primeira capa (carta capital) mostra Hugo Chávez como um herói, com uma capa mais colorida . Já a segunda (Veja) mostra uma capa mais negra dizendo que Chávez deixou um herança sombria. Então é evidente as duas opiniões totalmente diferentes , e isso acontece pois são dois meios de comunicação iguais porem, com diferentes formas de visão de Hugo Chávez.

  19. Duas capas totalmente diferentes e com pontos de vistas diferentes sobre a mesma pessoa. Na revista Carta Capital a própria manchete já expressa muita coisa “A morte de um líder”, essa frase expressa uma especie de lamento pela morte de Chávez, até mesmo nas cores apresentadas na imagem, cores claras que dão uma boa impressão.
    Já na revista veja, mostra a foto de Hugo mais sombria, ele com uma expressão aparentemente fechada, alem do titulo que diz “Herança sombria”, essa palavra “sombria”, não é usada para alguém que esta sendo elogiado e sim criticado.
    Duas capas, dois significados diferentes, duas revistas que mostram o retrato de diferentes grupos sociais.

  20. A partir da análise das capas das revistas anteriormente apresentadas, nos fica evidente no caso da revista Carta Capital que a imagem que os autores pretendem transmitir e de que Chávez foi no mínimo uma pessoa de grande relevância para a sociedade em que vivia, e isto pode ser demonstrado com as cores (vivas) utilizadas, assim como a frase “a morte de um líder”. Entretanto a interpretação da capa da revista Veja nos transmite algo bem diferente. A imagem escura, séria e sombreada tal como a frase “Chávez a herança sombria” nos dá a impressão de que Chávez tratava de uma figura tétrica, horrível. Com isto, podemos concluir que a mídia propaga e induz os leitores de acordo com seus fundamentos que no caso podem ser imaterialistas ou burgueses.

  21. De acordo com as duas imagens de capas de revistas diferentes, visualizamos que, ambas apresentam idéias contrárias, pois a revista carta capital, idealiza Hugo Chávez como um cara que marcou na história, com a imagem mais alegre, cores mais vivas e um título cativante ” A morte de um líder “,porém a revista veja que tem poder diante dos leitores e um grande público, escreve o que quer, sem ao menos se importar se é verdade ou não a única coisa que lhes importa é a sua própria opinião, e aparentemente eles não gostam de Hugo Chávez e não enxerga ele como um líder como a primeira revista, pois a imagem da capa veja , mostra Hugo com um rosto sombrio, que quem não sabe acha que é um cara mal, o título em destaque bem grande e nada agradável : ” Chávez a herança sombria “. Portanto observa-se que a mídia escreve o que ela quer e ambas podem ter idéias diferentes, pois para uma Chávez foi um líder e para outra um vilão, basta você leitor escolher em quem querer acreditar, de acordo com fontes etc.

  22. Analisando as duas revistas podemos notar que ambas apresentam sobre um mesmo assunto ( no caso pessoa) porém de pontos de vista diferentes. A revista Carta Capital pretende transmitir a ideia de que Hugo Chávez era uma pessoa boa, o tratando como um “líder”, temos que relevar também sua capa que tem uma imagem e cores mais leves. Muito ao contrario está a Revista Veja que já na sua própria chamada diz sobre ” A herança sombria ” o que torna sua imagem muito mais pesada, assim deixando um ar de que Chávez não era do bem , e não fazia o bem pras pessoas.
    Assim podemos concluir que a mídia tem o poder de induzir a opinião de seu publico.

  23. A revista Carta Capital deixa clara uma boa imagem de Hugo Cháves o representando com cores quentes e deixando o titulo “a morte de um líder” que através disso fica bem claro que a Carta Capital o considerava como um líder de uma nação e não como um simples venezuelano.
    Já a revista Veja nos mostra uma outra imagem de Hugo Cháves, uma imagem sombria onde ele aparece com uma expressão séria no rosto e acompanhada pela imagem o titulo “Cháves a herança sombria” deixando bem clara uma imagem totalmente negativa em relação a Cháves o deixando como “vilão” da historia.

  24. Analisando as duas capas observamos o seguinte: A revista carta capital com cores vivas e o título “a morte de um líder” se opõe a veja com cores escuras e um título “Chávez, a herança sombria”. A revista carta nos passa a imagem de que Chávez teve uma importância em nossa sociedade de modo positivo,já na veja ele foi uma pessoa ruim como diz o próprio titulo, somente analisando a capa percebe-se que até mesmo sua expressão é séria, medonha já na outra é sorridente. Concluindo,a mídia tem um poder e um intuito de nos convencer de algo e muitas vezes consegue isso,nos induz,nos comanda.

  25. Há uma diferença clara em como as revistas tratam Hugo Chavez. Enquanto na Veja temos uma visão totalmente sombria, com cores escuras e palavras fortes ( mas não decididamente verdadeiras), na capa da carta capital temos uma outra visão, totalmente oposto. Nela, são usadas cores quentes, vibrantes e um outro tipo de manchete, tratam Chavez como um líder para o seu povo. Como explicar então essa diferença? Cada revista é porta voz de um tipo de público, cada um com o seu tipo de visão. O problema nisso é que esses meios muitas vezes não passam a total verdade do fato, nos induzindo a uma opinião errada sobre o assunto em questão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s